Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

domingo, 29 de junho de 2008

Como falhar... sem ter objectivos!

A quase totalidade das equipas participantes no Europeu de Futebol 2008 (cuja final se joga daqui a umas horas) iniciaram o certame com... não objectivos. Na realidade, para quem acredita que há uma relação directa entre a verbalização dos nossos objectivos e a probabilidade estatística de estes se tornarem realidade, foi verdadeiramente constrangedor assistir ao desfile de definição de "não objectivos" por alguns dos maiores treinadores de futebol da actualidade.

Entre um "todos os jogos são uma final" e o "vamos lutar por passar da primeira fase e depois logo se vê" não houve uma única selecção que tivesse definido de forma específica, mensurável, accionável, realista e temporal (conhece certamente os objectivos SMART) o que realmente queria obter neste campeonato.

Curiosamente, aquando do afastamento da prova (a que apenas Espanha e Alemanha escaparam, como finalistas) várias foram os treinadores e jogadores que confessaram desapontamento com a sua classificação ou eliminação. Como é possível ficar desapontado quando não havia objectivos? Ou será que na realidade eles estavam lá, só não foram tornados conscientes ou até exteriorizados por simples medo? Sim, medo! O medo é a única coisa que nos impede de aceitar aquilo que realmente queremos!

Muito dificilmente um treinador aceitará que não se assumiu como candidato ao título por medo, preferindo utilizar expressões como "ser realista", "não criar falsas expectativas", "não aumentar a pressão". Por outras palavras, digo eu... medo!

Os valentes não são aqueles que não sentem medo (esses são os destemidos, por vezes, puramente inconscientes...), são aqueles que, sentindo-o, dão o passo em frente!

Qual é o passo que necessita de dar para, apesar do medo, lutar por aquilo que realmente quer ser, ter ou fazer na sua vida?

A partir de Setembro, novos cursos de Liderança e Coaching da LIFE Training passarão por Porto, Lisboa, Braga, Aveiro e Coimbra. Poderá ser um passo para si? Talvez!

Sem comentários: