Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

A crise que aí anda!

Já ouviu certamente dizer que anda aí uma crise daquelas mesmo especiais, não é?

Uma crise daquelas que afectam fortemente o nosso sentimento de segurança, criam ansiedade em relação ao futuro e nos deixam angustiados...

Se se está a sentir asfixiado pela crise, quero ajudar a que recupere o seu sentido de escolhe. Deixo aqui uma lista de questões que preparei para mim próprio e que partilho agora consigo. Chamemos-lhe o escudo protector anti-crise!

(Muito importante, quando nos focamos naquilo que queremos, não devemos/podemos ignorar os factos e cirscunstâncias actuais. O segredo está em não nos deixarmos dominar por estes. Como diz o James Arthur Ray, é bom estar informado, mas não inundado! Quem participou já numa das edições dos cursos Coaching 4 LIFE ou LIFE Leadership sabe do que falo!)

1. Qual o impacto real e especifico que a "crise" teve na minha vida diária?
2. Em quanto aumentaram os meus gastos em função da crise (em euros)?
3. Em quanto diminuiram as minhas receitas em função da crise (em euros)?
4. O que estou a fazer de diferente para lidar com novas situações? (não me diga que, alteradas algumas circunstância, mantém a mesma estratégia e queixa-se de não ter os mesmos resultados?!)
5. O que posso fazer AGORA para tornar a crise numa oportunidade?

Com base nas respostas que tenho diariamente entregue a mim próprio, tenho aumentado os meus resultados nas últimas semanas. O que quer fazer? Nas últimas semanas tenho falado com centenas de pessoas sobre este tema. Estatisticamente, podemos afirmar que a maior parte das pessoas está a sofrer impactos financeiros relativamente pequenos (embora para quem tinha escolhido ter saldos financeiros mensais muito apertados, como eu, o impacto pequeno possa leva-lo a bater na linha da solvabilidade...) e impactos psicológicos elevados (queda abrupta dos níveis de confiança, capacidade de assumir risco, optimismo, etc).

Quero deixar uma última reflexão... Os media, as pessoas à nossa volta, os peritos, todos nos dizem que esta não é uma boa altura para correr riscos, que devemos jogar pelo seguro, segurar o que podemos, aceitar condições abaixo do que merecemos... Quando foi a última vez que recebemos a informação de que esta é a altura certa para arriscar, ser audaz, viver os nossos sonhos, mudar e progredir? NUNCA! Há 2 tipos de pessoas, e apenas 1 deles se foca naquilo que quer... Faça a sua escolha, sabendo que será sempre a opção certa para si!

PS Amanhã parto para os Estados Unidos, para passar 10 dias em formação com o Steve Linder. Ouvi dizer que por lá a "crise" é bem maior! Depois conto como foi!

1 comentário:

albino disse...

já diziam os grandes gerreiros,"em tempos de tempestade,uns abrigam-se e outros constroem moinhos".abraço do super homem