Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Mais uma corrida do Caramez! Brilhante!

Olá a todos!

O meu amigo Alexandre Caramez, um dos participantes no Curso de Practitioner de PNL de Janeiro/2010 (Porto), está a ficar um inspirador nato! Escreveu mais um fantástico relato das suas aventuras nas corridas deste país. Leiam e deixem-se inspirar!

"Olá Seres Magníficos, Solucionadores de Desafios e Criadores de Leque Opções,

hoje venho partilhar convosco mais um acontecimento inspirador!

Sábado, dia 24 de Abril do U.A.U. 2010, no dia seguinte ao super ENERGY, tive uma prova: a Corrida de Solidariedade do Porto que favorecia uma instituição no Porto, que apoia os sem abrigos em bastas áreas, chamada de "CORAÇÃO DA CIDADE".

Era uma pequena prova, não chegava a 4 km e o objectivo principal é MENSAGEM - "a solidariedade/a doação/o saber receber de quem e para quem necessita" - este tipo de provas, para vocês que já me vão conhecendo melhor é um pequeno passeio, que nem dá para aquecer. :)

Para visualizarem melhor a corrida, foi dado o tiro de partida ainda eu estava na conversa com o meu tio (que faz voluntariado no "Coração da Cidade"), e só parti já vários atletas tinham saído.

A minha treinadora (que é a melhor do Mundo e arredores ), que me autorizou a participar na prova, deu-me indicação para eu fazer a prova tipo treino e assim fiz - pois para ser coerente, como vos disse algum tempo atrás, o treinador tem sempre razão, ainda que haja alguns despiques com ele(a)!

Sinceramente, e por outro lado, não tinha concorrentes à altura! Parti nas calmas e muito devagar e mesmo assim fui progredindo em relação aos outros atletas.

Ainda escutei algumas "bocas de gozo" ao atleta que tinha partido que nem um foguete logo que se deu o tiro da partida. Mais tarde vim a saber que foi um ex-sem abrigo, que estava a correr com umas sapatilhas que o próprio coração da cidade lhe tinha fornecido, pois ele adorava poder correr.

À medida que a prova decorria fui alcançando um a um o corredores da frente que já começava a verificar algum cansaço de quem não pratica assiduamente "corrida". Encostava-me a eles e dava-lhes alguns conselhos a nível de respiração, técnica de corrida e bastante ânimo, e seguia o meu caminho.

Nem a meio da prova, já me encontrava a uns 3m do 2º classificado.

Ainda criei algum "rapport" (empatia) com ele mas não conseguiu que eu lhe fizesse o "leading" pois não estava preparado para a corrida no meu passo (ainda que de treino).

Segui o meu ritmo e quando cheguei à Rua Mouzinho de Albuquerque (rua que sobe da Ribeira do Porto, junto ao mercado Ferreira Borges, ao pé da Bolsa, até à estação de S.Bento, que por si só tem uma inclinação deveras interessante) o individuo que seguia em primeiro estava à vista e a cerca de 100 m.

Passada após passada, a distância encortava bastante, notei que o atleta estava a quebrar.

Momento da decisão que deixou feliz e me preencheu o meu dia: a polícia quase obrigou o primeiro classificado a parar pois não sabia o traçado da prova (valha-nos Deus, dizia eu para mim)! Abrandei, senti em mim uma força de compaixão; o rapaz veio a puxar a prova toda, obrigaram-no a parar, gozaram com ele no inicio da prova, ao que eu disse para mim, aquele Homem merece ganhar esta prova!

Eu escolhi ficar em segundo lugar! Entrei em plena Avenida dos Aliados a menos de 10 m dele, e para quem me conhece a minha ponta final é fatal para quem estiver no alcance de 200 a 300 m.

Se eu achei que a prova (da meia maratona de Lisboa) que escolhi participar com a Isabel Dias foi das melhores, esta foi das mais recompensadoras!

Estava eu "praticamente" colado ao primeiro lugar e abrandei, dando-lhe espaço para poder abraçar com a "glória" merecida o seu 1º lugar!

Acabei, logo de seguida e com um sentimento de satisfação indescritível!

Podia pensar: "eh! pah! podia ter feito a minha primeira prova em 1º lugar e não quis!", mas não! Se a Vida é livro de escolhas fantásticas que efectuamos, eu posso dizer-vos: "Eu, sábado, escolhi acabar em 2º lugar e estou muito feliz!"

Ganhei um prémio (que não tinha intencionado), fui a um pódio (que não tinha intencionado) e falei para um público, em plena Avenida dos Aliados, apelando à solidariedade das pessoas de umas relação às outras (isto sim, é intenção que tenho muito presente!). É brutal falar para um público quando temos uma "mensagem"...

Eu sou o Alexandre, fiquei em segundo lugar com muito orgulho.

Agradeço a todos aqueles que acreditam em mim, aos meus fantásticos pais (Lígia e António), à melhor amiga e treinadora do mundo a Raquel, a toda a equipa Lifetraining que muito me apoia e está presente (de uma maneira ou outra) nas minhas provas cada vez mais, um especial bem haja ao meu tio Amadeu e prima Sílvia que me enviaram o convite para a corrida e um abraço enorme ao meu novo amigo Licínio Machado (o homem que acabou em 1º lugar a Corrida da Solidariedade do Porto), e por fim a todos os meus amigos e apoiantes que são tantos que não posso enúmera-los a todos, mas comigo os levo no coração.

Venha a próxima prova, que será a sério e a qual estou a intencionar fazer um grande tempo!

Obrigado a todos por lerem a minha partilha, lembrem-se "NADA É IMPOSSÍVEL!"

1 comentário:

Paulo Lontro disse...

Excelente o nosso Alex!
:)