Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Açores, chuva e ressignificação

Ontem à noite, ao chegar ao Aeroporto João Paulo II em Ponta Delgada, e perante a chuva forte que parecia ter caído, fiz um daqueles comentários de circunstância ao Chico, que me tinha ido buscar ao aeroporto:

- Isto está de chuva, ah?

A resposta saiu pronta...

- Ainda bem, pois só assim os Açores podem ter o verde de que os visitantes tanto gostam!

É bom perceber que a estratégia da ressignificação é tão bem utilizada por tanta gente neste mundo. Olhar para um evento externo e descrevê-lo a partir de uma estrutura frásica do género:

1. Isto é óptimo, pois...
2. Ainda bem que isto aconteceu, pois...
3. Adoro isto, pois...

É curioso como, com excepção de eventos de forte carga emocional negativa, facilmente nos conseguimos referir nestes moldes aos acontecimentos externos que pontuam as nossas vidas.

Imagine por uns instantes que os nossos líderes políticos (governantes e opositores) começavam as suas intervenções por uma das três estruturas atrás propostas. Uau, era incrível! Aliás, vai ser incrível, pois mais tarde ou mais cedo a ressignificação positiva vai chegar à política! (se é político e quer saber como se faz, envie-me um email!)

Agora, imagine que os nossos editores de jornais e telejornais também se rendiam ao poder da ressignificação positiva. Podia continuar com as mesmas notícias, aprenderiam a usar prismas diferentes. Continuavam a informar e passavam também a influenciar positivamente. Era fantástico! Aliás, vai ser fantástico, pois mais tarde ou mais cedo, a ressignificação positica vai chegar aos media! (já chegou a alguns, se é editor e quer saber como utilizar esta poderosa técnica... mande-me um email).

É que para haver Açores verdes... é necessário haver chuva!

Sem comentários: