Mais info em www.pedrovieira.net

Mais info em www.pedrovieira.net
Mais info em www.pedrovieira.net

domingo, 8 de agosto de 2010

Correr, correr, correr!

O que se pode aprender enquanto se corre?

Nos últimos dias, tenho aproveitado uns belos dias de Verão sueco para voltar a correr. Devagarinho e poucos quilómetros de cada vez (6,8 e 10 nos 3 primeiros dias) para que o meu sistema se possa ir ambientando às novas exigências a caminho da Maratona do Porto no próximo dia 7 de Novembro. (vai ser bom chegar lá com menos 5 quilos, já agora!)

Enquanto corremos, acontecem frequentemente alterações dos padrões de pensamento consciente, pois, perante o desafio de ter de lidar com as novas tarefas inerentes à corrida, o sistema passa a operar activando áreas da neurologia menos frequentes. Assim, novos pensamentos rompem mais facilmente as barreiras da consciência. É por isso que são muitos os escritores ou pensadores que gostam de criar enquanto fazem desportos de resistência.

Como estou a escrever um novo livro, este estímulo está a ser muito produtivo. Assim, para os próximos dias tenho previstas longas corridas pelas florestas e praias do Sul da Suécia.

Que tipo de situações criar no seu dia-a-dia para poder libertar-se das rotinas de pensamento habituais e entrar em períodos de mini-transe onde novos pensamentos podem florescer? Há quem goste da jardinagem, há quem prefira a meditação! A minha sugestão de hoje é a corrida!

O importante é que deixe o seu sistema explorar as fronteiras da criação introduzindo maior stress ou praticando a ausência de stress. Para os interessados em hipnose e PNL, podemos chegar à alteração dos nossos mapas neuronais através da máxima abstracção (ausência de stress prático e ligação com o propósito) ou da máxima especificidade (introdução de stress prático e descoberta de novas soluções).

Claro que pensei nisto... enquanto corria! ;-)